Análise: iPhone X

Ótima opção para os fãs da Apple que querem sair da zona de conforto

Publicado em 30/11/2017
análise do iphone x

Depois de diversos lançamentos que mais pareciam suaves atualizações, a Apple finalmente trouxe um iPhone com novidades relevantes. Tanto na parte funcional quanto na estética, o iPhone X representa uma quebra de padrões nos smartphones da empresa, repleto de características inéditas que com certeza vieram para ficar.

Um dos diferenciais mais impactantes visualmente é o display, que agora ocupa toda a frente do aparelho. Com isso, o botão de home desapareceu, e consequentemente o sensor de impressão digital. O Face ID agora é o responsável por desbloquear o dispositivo, com seu eficiente e moderno recurso de reconhecimento facial, que funciona inclusive no escuro. Com bordas arredondadas, a tela de 5,8 polegadas ficou com um tamanho ideal, muito diferente de certos modelos Plus de iPhones, que parecem exageradamente grandes.

Essa, inclusive, é a primeira vez que a Apple utiliza um display de OLED em seus aparelhos, que proporciona imagens com mais brilho e vida. Falando em imagens, o iPhone X traz câmeras que garantem fotos de alta qualidade. Na parte traseira, uma lente grande angular (f/1.8) e uma teleobjetiva (f/2.4) permitem uma variedade de efeitos e composições, além de contarem com estabilização de imagem. Na frontal, os 7 MP são mais do que suficientes para garantir belas selfies, com direito a efeitos de iluminação profissional na edição. 

Confira o vídeo oficial do iPhone X:

O smartphone, compatível com carregamento sem fio, é provido de uma bateria que pode aguentar um dia todo, caso a utilização não seja muito frenética, logicamente. Com um processador A11 Bionic de seis núcleos e 3 GB de RAM, esse iPhone apresenta uma performance excelente, que proporciona uma experiência ágil e fluida a qualquer usuário.

A ausência do botão de home também provoca certas mudanças no manuseio do aparelho - retorno ao menu principal e screenshot, por exemplo -, mas nada que a experiência de poucos dias de uso não solucione. Uma “perda” nesse novo modelo é a falta de entrada para fones de ouvido.

Uma das novidades mais curiosas no aparelho é o Animoji, recurso que, por meio da câmera TrueDepth, possibilita que o usuário “incorpore” os famosos emojis, ao reproduzir as expressões faciais de quem está se divertindo com a brincadeira. Disponível nas cores prata e cinza-espacial, o iPhone X é todo revestido em vidro e resistente à água (certificado IP67) – disponível nas versões de 64 GB e 256 GB. 

Veja como o Animoji funciona:

Apontado por diversos especialistas como um dos melhores iPhones já fabricados, o modelo X é uma ótima opção para quem está à procura de novidades e quer sair da zona de conforto, mas continuar no universo da Apple.

Capa: Apple/Divulgação