Dicas para recuperar o celular que caiu na água

Desligar o aparelho logo depois do "salvamento" é fundamental; paciência durante o processo precisa ser grande

Publicado em 23/12/2016

Raras são as pessoas que nunca molharam seu celular, acidentalmente ou não, e não sabem aquela sensação de desespero, já que para muitos aparelhos a combinação “celular+água” não combinam. Mas saiba que nem tudo está perdido, e mesmo se o seu modelo não for resistente à água, dá para recuperá-lo e continuar usando normalmente. Para isso, siga os seguintes passos:

A primeira coisa a fazer é, obviamente, retirar o celular o mais rápido possível da área molhada, mesmo que esta seja a pia, chão ou mesmo a privada (sem nojinho, ok?). Uma ação rápida pode salvar o aparelho. Depois disso, desligue-o imediatamente. Nada de ficar testando teclas e touchscreen. Desligue e tire, se possível, a bateria, chips e cartões de memória.

Depois de salvo, é preciso fazer a secagem do aparelho, de preferência usando guardanapos ou papel higiênico. Não chacoalhe o smartphone, já que a água pode adentrar ainda mais os circuitos. Se tiver acesso a um, use um aspirador de pó por alguns minutos, para aspirar e evaporar a água. Nada de colocar no sol ou no forno, porque o estrago vai ser bem maior. Para tirar 100% da água, mergulhe o celular em grãos de sílica ou mesmo no arroz cru. Eles são bons para absorver umidade.

É importante não ter pressa para religar o aparelho, já que uma quantidade minúscula de água já é capaz de provocar um curto e acidentes graves. Quando ligá-lo de volta, não coloque diretamente na tomada e faça isso ao ar livre. Os métodos acima devem funcionar, mas cada celular tem suas restrições e existe sim a possibilidade da perda total. Boa sorte!

Foto: Divulgação